Os sem noção

Published on by Wandique

 

Lendo um artigo sobre a percepção da realidade (seja lá o que for isso) deparei com a constatação que o nosso país é o segundo mais "sem noção" do mundo. Mais uma vez o Brasil sai na frente. No ano passado estávamos em sexto lugar, logo, estamos evoluindo. Extendendo o assunto eu gostaria de colocar essas constatações no âmbito da percepção de áudio. Algumas semanas atrás alguém, pensando (sim, há os que pensam) sobre o alcance auditivo (que nos ensinam ser entre 20Hz e 20KHz), postou a pergunta da validade de existir equipamentos com resposta acima dos 20KHz. Todos sabemos, empiricamente, que um equipamento com um alcance maior soa de forma diferente, um tanto mais "real". A discussão, sendo sobre percepção auditiva, inevitavelmente cai sobre a idade do ouvinte: naturalmente perdemos nossa capacidade auditiva ao longo do tempo. Existe um teste que pode ser encontrado na internet no qual um sinal de audio é emitido e que somente adolescentes (ou gente muito jovem) podem escutar. Muito bem. O que é preciso ser entendido é que os ouvidos são um instrumento para o cérebro "ouvir". Quando ouvido falha o cérebro não recebe a informação auditiva. Porém existem compensações para as falhas do aparelho auditivo. Fica mais fácil entender isso falando da visão. O olho pode se adaptar para compensar alguma anomalia menor, por exemplo, quando a miopia é de pequeno grau, uma franzida nos olhos pode compensar esse problema. Ao longo do tempo esse procedimento passa a ser "normal". Creio que existe um processo semelhante com a nossa audição. Talvez isso explique as diferentes percepções de um mesmo equipamento para diversas pessoas. É claro que tratando-se de nossa percepção auditiva existe uma interação entre o som emitido pelo equipamento, a reflexão nas paredes (e outras superfícies) da sala de audição e os nossos ouvidos propriamene ditos. É por isso que todo e qualquer artigo opinando sobre o desempenho de um equipamento é bom lembrar que a percepção do articulista é somente uma direção apontada e não o destino final. Você ouve o seu equipamento na sua sala com os seus ouvidos (e cérebro). Boas audições !

Published on info

Comment on this post

AnJo 12/15/2018 13:21

Que heresia é aquela, do menino em branco e vermelho?!?
Keep your smelly greasy ass poking fingers away from my records, you little piece of shit!!!