Manifesto - Roxy Music

Published on by Wandique

Talvez este seja o album menos compreendido do Roxy. Lançado quatro anos após o album "Siren" era de se esperar (ou esperávamos) algo "diferente". Imagino que o Roxy, como muitos de nós naqueles dias, ficou atônito com o deslumbramento das pessoas pela "discoteca". A capa do disco mostra como o Roxy via esse "fenômeno": manequins (no sentido de marionetes). De qualquer maneira eles lançaram uma versão "disco" de "Angel Eyes" que fez muito sucesso em Inglaterra, não é a versão constante do LP. O album é dividido, como Londres, em "East Side" (lado 1) e "West Side" (lado 2) e, se prestarmos atenção", existe uma abordagem diferente para cada lado, se um lado é um tanto mais experimental como estávamos acostumados a ouvir do Roxy, o outro lado está mais para o pop (mais ou menos) dançante da tal "disco music", muito embora existe uma certa "provocação ritmica" que nos diz para não levar muito a sério, afinal aquilo era uma paródia bem humorada da "disco music" ("Ain't that so?"). Intencionalmente a primeira música do "East Side" chama-se "Manifesto" e, desta forma sabemos que por mais simples que esse disco seja, foi concebido como um album conceitual, ou pelo menos uma observação do Roxy sobre os rumos da música e como eles se encaixavam nisso tudo. Não há surpresas mas existe uma certa coesão que faz este disco mais um bom trabalho do grupo. Assim como em outros albuns do grupo, é possível um pop bem elaborado. O disco termina com um pedido : "Spin me around" e como uma caixinha de música ...

Lançado em Março de 1979

East Side

1) Manifesto

2) Trash

3) Angel Eyes

4) Still fall the rain

5) Stronger through

West Side

1) Ain't that so

2) My little girl

3) Dance Away

4) Cry, cry, cry

5) Spin me around

 

Manifesto - Roxy Music

Published on Roxy Music

Comment on this post