"Il contorni" e a falácia da acurácia

Published on by Wandique

Lendo um artigo da revista Stereophile de 21/04/16, onde se discute as especificações das caixas acústicas e aquilo que ouvimos no nosso sistema, lembrei do "contorni" que é cobrado em Itália nos restaurantes: além do valor do cardápio, paga-se pelo "ambiente" onde se localiza o restaurante. O "contorni" nos nossos equipamentos é o ajuste fino que o projetista faz, de "orelha", no equipamento. Se fosse somente o ajuste de uma curva num gráfico qualquer o resultado seria sempre o mesmo e seria facílimo escolher um equipamento, mas não é assim. Não entro na área dos "digitais" porque não é esse o meu interesse, estou falando de equipamentos analógicos. É claro que existe o valor intrínseco do projeto mas autores e marcas vendem. Como sempre friso nos meus comentários nos diversos foruns que participo, sempre que possível é importante ouvir o dispositivo no nosso próprio sistema. E como a nossa audição (e a dos projetistas) se desgasta ao envelhecermos, não existe um equipamento perfeito, existe um equipamento adequado para cada pessoa ou grupo de pessoas. Vamos ouvir mais mais música enquanto há tempo.

"Il contorni" e a falácia da acurácia

Published on info

Comment on this post