A trick of the tail - Genesis

Published on by Wandique

Pois então. Tail, não tale. Já vi isso cometido web afora. Esse disco é o primeiro do Genesis sem o Peter Gabriel e o vocal do Collins é tolerável uma vez que eles se deram ao trabalho de procurar outro vocalista (entre 400 que se apresentaram) e como não chegaram a nenhum consenso, foi ele mesmo. Na turnê desse disco quem fez a bateria foi o Bill Bruford (ainda bem) uma vez que o "cantor" não conseguia fazer as duas coisas ao mesmo tempo (depois acho que ele deve ter aprendido). As músicas ainda sofreram muita influência do que o Gabriel tinha feito até o momento e o clima "mitológico" reina na maioria das

músicas (como em "Squonk").

De um certo modo o disco é bem mais digerível que o album anterior ("The lamb lies down on Brodway"), até mesmo um tanto pop. Os esforços posteriores do grupo não conseguiu manter as "tradições" do Genesis. Dois discos mais tarde era só mais um popzinho inexpressivo. Este canto de cisne foi a raspa de tacho do Genesis. Pena.

Lançado em Fevereiro de 1976

Lado A

1) Dance on a volcano

2) Entangled

3) Squonk

4) Mad man Moon

Lado B

1) Robbery, assault and battery

2) Ripples

3) A trick of the tail

4) Los endos

 

A trick of the tail - Genesis

Published on Genesis

Comment on this post