New Sensations - Lou Reed

Published on by Wandique

Lou Reed nunca foi um grande sucesso aqui em Pindorama ("Só prá contrariar" já foi ... tarde), talvez "Walk in the wild side", mas a "moral e os bons costumes" da década de 70 barrou o música dele por motivos óbvios para a época além do clima pesado e desesperançoso dos discos dele. Conheci esse disco muitos anos depois de ser gravado, e imagino que quando do seu lançamento os fans devem ter ficado tão desconcertados como fiquei. Esse disco é quase pop. Não chega a ser uma revolução na música dele como foi o "Highway 61" para o Dylan. Não creio que o Lou Reed estava pensando em mudar mas em gravar um disco somente. Muitos artistas chegam numa fase de sua carreira que se sentem à vontade de gravar algo sem ter que prestar contas por seu posicionamento político ou estético ou seja lá o que for. Este não é um disco que o Lou Reed usou para uma mensagem, é um disco em que a mensagem é o Lou Reed. Nem mais, nem menos. Não há nada mais chato que um fan que cobra uma postura do artista. Um disco é para ser ouvido. Você pode gostar dele ou não. Só isso.

Lançado em Abril de 1984

Lado A

1) I love you, Suzanne

2) Endlessly jealous

3) My red joystick

4) Turn to me

5) New Sensations

Lado B

1) Doin' the things we want to

2) What becomes a legend most

3) Fly into the Sun

4) My friend George

5) High in the City

6) Down at the Arcade

New Sensations - Lou Reed

Published on Lou Reed

Comment on this post