Slade Alive ! - Slade

Published on by Wandique

Tenho meus momentos em que minha alma pede paz e tranquilidade e outras vezes alg mais, digamos, instigador. Imagino que esses momentos não são opostos mas se completam. Tenho então esses momentos em que a música precisa ser mais crua e agitada. Do Slade só conheço esse disco descoberto num momento em que eu procurava conjuntos que me agradassem. Esse disco, apesar de ser muito cru, tem uma guitarra interessante, especialmente em "Darling be home soon" (que foi o motivo de eu ter comprado o disco). No início dos anos 70 existia muita coisa boa que deixem passar porque quando se tem Led Zeppelin, Pink Floyd, Yes à disposição fica difícil achar outras coisas boas. Mas eu ouvi com uma certa frequencia este album. O que me pareceu algo simplório na época hoje me parece mais interessante. A participação (ou reação da platéia) é, de certa maneira, algo que complementa o disco: há uma nota no disco dizendo que houve a participação de alguém da platéia tocando tamborin. O disco traz quatro covers: "Hear me calling" (do Ten Years After), "Darling be home soon" (Lovin' Spoonfull), "Get down/Get with it" (Little Richard) e "Born to be wild" (Steppenwolf), esta última eternizada pelo filme "Easy Rider". Mas isso não tinha importância nenhuma, eles faziam rock porque gostavam.

Lançado em Março de 1972

Lado A

1) Hear me calling

2) In like a shot of my gun

3) Daling be home soon

4) Know who you are

Lado B

1) Keep on rocking

2) Get down/Get with it

3) Born to be wild

Slade Alive ! - Slade

Published on Slade, UNICO

Comment on this post

Edson 06/09/2015 00:57

Exatamente isso Wandique!
O Slade faz parte daquelas bandas divertidas que fizeram a festa da garotada nos 70's.
Passei a comprar seus discos depois da época e hoje encontra encontram um espaço com outros mais clássicos do rock.