Why Dontcha - West, Bruce & Laing

Published on by Wandique

Quando o Cream encerrou suas atividades o grupo já tinha dado tudo o que podia e nenhum deles podia ver a cara do outro. Mas o chamado para a música continuava. Com o Eric Clapton todos nós sabemos o que aconteceu com ele, o Ginger Baker (ver nota no final do texto) não fez mais nada interessante, afinal ele era "apenas" o baterista do Cream. Mas o nosso baixista era, de certa maneira, o fruto mais elaborado do Cream, Jack Bruce, reinventou a maneira de tocar baixo elétrico. Depois de algumas tentativas solo de Jack Bruce, Felix Pappalardi (tecladista do Mountain, que havia produzido o Cream) anunciou sua saída do Mountain e juntou Bruce aos restantes do Mountain : Weslie West (guitarra) e Corky Laing (bateria). O Mountain que se notabilizara por ter participado do Festival de Woodstock e era, como se dizia na época, um grupo "da pesada". Esperava-se que Pappalardi, por ter produzido o Cream, nos presenteasse com um "novo" Cream. É claro que sabíamos que era impossível aparecer alguém que fosse tão bom quanto o Clapton mas o West era um bom guitarrista e possuía um apêlo mais hard rock que o Clapton. A alquimia deu certo e este album veio à luz (fui comprá-lo em São Paulo). O disco é bem coeso e não existe "fillers", todas as músicas são extremamente boas, rock de primeira. Devido ao abuso de drogas o grupo gravou somente mais um disco (que não é nem sombra do primeiro) e acabou por aí mesmo. Jack Bruce nunca mais fez algo relevante e, como sabemos, morreu em Outubro de 2014.  

Lançado em Novembro de 1972

Lado A

1) Why dontcha

2) Out into the fields

3) The Doctor

4) Turn me Over

5) Third Degree

Lado B

1) Shake ma thing

2) While you sleep

3) Pleasure

4) Love is worth the blues

5) Pollution woman

 

Nota do final do texto: "maturidade", de acordo com o Woody Allen no filme de 1972, "Play it again, Sam", é o processo de se tornar maduro. Hoje se fala em "Mal" de Alzheimer mas no meu tempo era caduquice mesmo. Pois é o que às vezes (ainda bem que é só "às vezes") acontece aqui neste humilde WebLog: onde hoje se lê "Ginger Baker", até ontem (14/01/15), lia-se "Ginger Rogers" (muito obrigado Edson). Eu poderia recorrer ao inconsciente coletivo para me justificar mas acho que é velheira mesmo. Tenham paciência comigo.

Why Dontcha - West, Bruce & Laing

Published on West Bruce & Laing, UNICO

Comment on this post