Quadrophenia - The Who

Published on by Wandique

Love+Desire+Need+You = The Who

Depois do Tommy, Pete Townshend, quis (novamente) fazer algo que ninguém tinha feito antes e partiu para o ambicioso projeto Lifehouse que deveria ter sido um espetáculo multi-media mas acabou como um simples (e formidável) disco que se chamou "Who's Next" (que foi um dos discos do Who que eu mais comprei). Quando o nosso guitarrista alucinado absorveu essa frustração (e prejuizo) cometeu (ganhei de presente de aniversário) um album chamado "Quadrophenia". Desta vez o album foi editado (quase) completo por aqui: ficou faltando as fotos internas mas ... fazer o que ? Comprar o importado ...  Na capa um rapaz de costas montado numa "Lambretta" como dizíamos. Ele era um "mod" mas eu  ainda não sabia o que era isso ( minha única referência da cultura inglesa era através do rock inglês).

Nas costas o símbolo do masculino (aquele círculo com uma flecha a Nordeste) e nos espelhos retrovisores o rosto de cada um dos integrantes do Who. Dentro as letras e um texto confuso falando coisas disconexas que me lembrou das desordens mentais do "Dark Side of The Moon" lançado sete meses antes. O rock estava enlouquecendo ou sempre foi assim ? O texto era de um tal de Jimmy (?), o esquizofrênico. Quatro personalidades (cada um dos componentes do Who) : Quadrophenic. Até aí tudo muito óbvio. Estávamos acostumados a procurar significados ocultos no discos e após muitas audições, discussões e falsas pistas o mistério foi se descortinando perante nossos olhos juvenis. Talvez Jimmy não fosse realmente esquizofrênico (estava mais para um caráter esquizoide), talvez tudo iso era uma faceta de sua personalidade ou uma simples expressão do seu humor num momento ou outro. Quem sou eu ? Sempre foi a eterna pergunta sem uma resposta conclusiva. Não dá para se dizer que era outra "rock opera" mas tinha uma história coesa em que cada faceta da personalidade de Jimmy era representada por um tema (um leitmotif) e um membro do Who (associado a um tema). As canções eram, de certa forma, simples e as peças instrumentais um tanto complexas dentro do que o Who tinha feito até o momento. Foi a maneira que o Pete Towshend "costurou" os temas e deu unidade à peça na qual a redenção da personagem acaba num "eu sou eu porque o amor é aquilo que me faz ser quem sou" (Love Reign o'er me). Pronto ! The Who é bom, The Who é paz, The Who é amor. Um ano antes na sétima edição do FIC (Festival Internacional da Canção) o nosso Maluco Beleza já tinha resolvido esse problema : "eu sou eu, Nicuri é o diabo" ...

Lançado em 19 de Outubro de 1973

Lado 1

1) I am the sea

2) The real me

3) Quadrophenia

4) Cut my hair

5) The punk and the godfather

Lado 2

1) I´m one

2) The dirty jobs

3) Helpless dancer

4) Is it in my head?

5) I´ve had enough

Lado 3

1) 5:15

2) Se and sand

3) Drowned

4) Bell Boy

Lado 4

1) Doctor Jimmy

2) The Rock

3) Love reign o'er me

 

P.S. : o disco rendeu um filme em 1979 (com o Sting como Bell Boy) e a trilha sonora continha músicas dos High Numbers (que era o Who em 1964) mais outros artistas americanos ...

P.S. 2: aparentemente o Quadrophenia não resolveu a crise de identidade do Who pois em 1978 eles lançaram o album "Who are you" !

 

Quadrophenia - The Who

Published on The Who

Comment on this post